Empresas em Crise

Nas empresas em crise, profissionalizar a gestão financeira objetiva as decisões e negociações, aumenta a motivação da equipe e ajuda a vislumbrar soluções “fora da caixa” para a superação da conjuntura negativa.

As crises enviesam as decisões de um negócio. É muito comum direcionar o capital e os esforços conforme as pressões imediatas exigem. No médio e longo prazo tal estratégia de matar um leão por dia levará à perda da chance de direcionar o resultado operacional corretamente e vencer a crise. O que deveria ser feito é a determinação de parâmetros objetivos dentro de restrições negociadas.

A situação se desenvolve dessa forma, pois difícil é implantar ferramentas consistentes, como o BSC (Leia “Ferramentas: KPIs e BSC”), enquanto uma corrida contra o tempo é travada nos bastidores financeiros. Assim, o auxílio de profissionais especialistas é imprescindível para que o diagnóstico financeiro seja preciso e, em seguida, a estratégia empresarial seja racionalizada e aplicada a tempo conforme as restrições.

Além das percas por inconsistência, há um custo intangível, geralmente ignorado, em lidar com crises nos negócios: o esgotamento da equipe. Discutimos em outro artigo (Leia: “Os esforços que realmente alavancam sua empresa”) como tal desgaste se abala a produtividade. Ao invés de dedicar-se à gestão financeira, os gestores devem investir sua energia na criação de valor para o empreendimento. As duas atividades são incompatíveis, pois ambas demandam muito tempo e esforço dos envolvidos.

Ao contratar a gestão financeira INCO o cliente ganha em dobro: economiza recursos financeiros e sua equipe poderá dedicar-se integralmente a gerar valor para o negócio. Todos trabalham melhor quando sabem que as finanças são geridas profissionalmente.

Soluções “fora da caixa” surgem quando se analisam os problemas sob perpectivas diferentes, fora do lugar comum. Viabilizar essas ideias é o maior dos benefícios que a gestão financeira profissional INCO  entrega aos clientes em crise. Uma vez que a equipe do cliente passa a ter condições de trabalhar integralmente na superação da crise, trazemos à mesa posicionamentos e ações necessárias, além de cases e propostas de novos produtos e soluções. Um erro comum dos empreendedores, principalmente dos iniciantes, é comprometer seu nome e crédito além do recuperável e ficar impossibilitado de voltar a fazer negócios, portanto cabe à INCO  apontar quando é hora de encerrar o empreendimento para manter os negócios.

Muitos estudos comprovam (Leia: Como quebrar um ótimo negócio: os níveis da insipiência financeira) que negócios falham, majoritariamente, por má gestão, especialmente a financeira. Sendo assim, a boa notícia é que o profissionalismo e comprometimento do cliente aliados às ferramentas, ao conhecimento e à experiência da INCO  certamente o colocarão no caminho para superar a crise.